INTANGIBLE ASSETS: ESTUDO EPISTEMOLÓGICO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA INTERNACIONAL

Donizete Reina, Diane Rossi Maximiano Reina, Sandra Rolim Ensslin

Resumo


Este estudo objetiva anali sar as características da produção científi ca sobre Ativos Intangíveis, no contexto internacional. A pesquisa é documental, com fonte de dados secundária. O estudo é exploratório-descritivo e qualitativo. Os resultados revelaram: um aumento de publicações na área, a partir de 1999; a maioria dos artigos não apresentou defi nições constitutivas, nem evolução histórica sobre os AIs; os principais elementos utilizados para representar os AIs foram “tecnologia” e “marcas”; em relação ao segmento econômico, 78,0% dos trabalhos apresentaram “segmentos diversos” ou “não apresentam segmentos”; os Estados Unidos lideram os estudos com 56,0% dos trabalhos desenvolvidos; 94,0% dos trabalhos não apresentaram fórmulas para cálculos dos AIs; os eixos teóricos são voltados a questões fi nanceiras, normatizações e tratamento contábil dos AIs, e, em relação às tendências sobre os AIs, observou-se que os estudos fazem alusão à importância cada vez maior destes e à necessidade de maior investigação sobre os mesmos.

Palavras-chave


Ativos intangíveis. Estudo epistemológico. Produção científi ca. Contexto internacional. Análise de conteúdo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2011V10N4ART1003

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2