INFLUÊNCIA DO NÚMERO DE LÂMINAS NA RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO DE MADEIRA LAMINADA COLADA (MLC) DE TOONA CILIATA PRODUZIDA COM ADESIVO POLIURETANO VEGETAL

Douglas Lamounier Faria, Thiago Moreira Cruz, Laércio Mesquita Júnior, Paulo Júnio Duarte, Lourival Marin Mendes

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência à compressão de vigas de madeira laminada colada (MLC) de Toona ciliata (Cedro Australiano). Para isso, três árvores com sete anos de idade foram cortadas para obtenção de lâminas com dimensões de 15 x 60 x 1200 mm. As vigas de MLC foram produzidas com 5, 7 e 9 lâminas de Toona ciliata, sendo confeccionadas 3 vigas para cada tratamento, totalizando 9 vigas, utilizando o poliuretano vegetal como adesivo. Foi determinada a resistência a compressão paralela às fibras, resistência a compressão normal às fibras e resistência a compressão normal às fibras em corpo de prova estrutural das vigas de MLC. Os valores das propriedades analisadas ficaram próximos aos observados na literatura, não sendo verificado diferenças estatísticas para os tratamentos avaliados.


Palavras-chave


Cedro Australiano. Comportamento mecânico. Compressão.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES

diadorim sumarios

CONSTRUINDO

ISSN 2318-6127 (online)
ISSN 2175-7143 (impressa)
Faculdade de Engenharia e Arquitetura da Universidade FUMEC
Escola de Engenharia da UFMG
Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto