LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DAS PATOLOGIAS DA CAPELA DO FUNDADOR DO MOSTEIRO DA BATALHA.

Florindo Gaspar, Flávio Vazão, Hugo Rodrigues

Resumo


O Mosteiro de Santa Maria da Vitória, conhecido como Mosteiro da Batalha, é um dos mais belos exemplos de arquitetura em Portugal e na Europa, fazendo parte da lista do Património Mundial da UNESCO. A sua construção desenvolveu-se durante 150 anos, ao longo de diversas fases e composto por vários estilos: gótico, manuelino e renascentista. Foram feitas algumas alterações ao projeto inicial, resultando num grandioso e complexo Monástico que hoje inclui uma igreja, dois claustros com divisões anexas e dois panteões reais, a capela do fundador e as capelas imperfeitas.

O património construído reúne patologias e defeitos derivados da deterioração dos materiais, cargas repetidas, falta de manutenção e eventos excecionais. Dentro deste processo, as técnicas de inspeção e diagnóstico desempenham um papel importante, fornecendo informações e permitindo a definição de medidas de reparação adequadas.

Para iniciar este levantamento e caracterização das patologias foi realizado um estudo piloto sobre a Capela do Fundador, onde foi realizada uma inspeção visual detalhada e um conjunto de ensaios não destrutivos, recorrendo a termografia, ultrassons, esclerómetro e varrimento laser scanning.

Palavras-chave


Património; Mosteiro da Batalha; Inspeção; Patologias; Ensaios não destrutivos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES

diadorim sumarios

CONSTRUINDO

ISSN 2318-6127 (online)
ISSN 2175-7143 (impressa)
Faculdade de Engenharia e Arquitetura da Universidade FUMEC
Escola de Engenharia da UFMG
Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto