CARACTERIZAÇÃO DE ARGAMASSAS DE PÓ-DE-PEDRA PARA RESTAURAÇÃO DE FACHADAS NO ESTILO ART DÉCO 1

Gizela Barbosa do Nascimento, Antônio Neves de Carvalho Júnior, Adriana Guerra Gumieri

Resumo


O art déco foi um estilo arquitetônico difundido nos centros urbanos brasileiros nas décadas de 30 e 40. Baseado em uma nova linguagem formal, esse estilo teve como principais características: simetria, uso de linhas retas, limpeza ornamental e emprego do revestimento em pó-de-pedra em fachadas. Diante do surgimento de algumas patologias, foi realizada uma pesquisa sobre a utilização de argamassas de pó-de-pedra na restauração de revestimentos, por um estudo de caso na fachada do Edifício Thibau, construção art déco de 1943, localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais. A fim de analisar o novo revestimento, foram feitos ensaios de resistência à compressão, de aderência e de caracterização de seus componentes. Para a caracterização física, utilizaramse os ensaios de distribuição granulométrica, densidade de massa e densidade de massa aparente. Na caracterização química/mineralógica, foram adotadas as técnicas de FRX e DRX. As argamassas apresentaram resistência à compressão superior a 8,0 MPa. A resistência de aderência foi superior a 0,3 MPa, sendo o revestimento aprovado segundo a NBR 13749. Verificou-se, no pó-de-pedra, o predomínio de cálcio e magnésio e a presença dos compostos de dolomita, quartzo e caulinita.

Palavras-chave


argamassa, pó-de-pedra, restauração, revestimento, art déco.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES

diadorim sumarios

CONSTRUINDO

ISSN 2318-6127 (online)
ISSN 2175-7143 (impressa)
Faculdade de Engenharia e Arquitetura da Universidade FUMEC
Escola de Engenharia da UFMG
Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto