05/02/2019

ESTUDE VEST

Está aberta a inscrição unificada

Está aberta a inscrição unificada, entre os dias 23 de janeiro e 14 de fevereiro de 2019, para estudantes interessados em ingressar nos seguintes cursinhos populares mineiros:

Quem pode se inscrever

O público alvo são pessoas que cursaram o Ensino Básico na Escola Pública e possuem renda familiar insuficiente para arcar com os custos de cursinhos particulares.

Prazos, datas e vagas

As inscrições estarão abertas até o dia 14 de fevereiro de 2019. A partir do dia 15, os cursinhos entrarão em contato para confirmar as matrículas.

Serão ofertadas aproximadamente 460 vagas por meio da inscrição unificada, e as matrículas nos cursos são limitadas ao número de vagas. Nesse caso, serão utilizados critérios socioeconômicos e ordem de inscrição como critérios para a matrícula. Não serão aplicadas provas de seleção.

Como se inscrever?

As inscrições podem ser feitas pelo link http://bit.ly/inscricaounificada2019. Em caso de dúvidas, os candidatos podem entrar por enviar email para contato@equale.com.br

Qual a importância de uma inscrição unificada

Este é o primeiro ano que os cursinhos mineiros fazem uma inscrição unificada. A decisão foi tomada a partir de dados de evasão, que apontam que a principal dificuldade dos estudantes para assistir as aulas é por causa dos custos do transporte. Uma inscrição unificada permite aproximar os estudantes de suas comunidades, e gera dados para que os cursinhos populares saibam de onde parte a maior demanda por novas unidades.

Muitas vezes os estudantes também não conhecem todas as oportunidades de cursinhos de Minas Gerais, e deixam de se inscrever nas opções mais próximas.

Quem está organizando esta iniciativa

A inscrição unificada vem sendo debatida nas reuniões da Rede de Cursinhos Populares de Minas Gerais desde sua fundação, em 2017. Em 2019, seis dos cursinhos que integram a rede optaram por participar dessa iniciativa: Doar Educa, Emancipa, EstudeVEST (Fumec), Lumo, Milton Santos e Pré Vestibular Comunitário Vila Marçola.

O processo está sendo coordenado pelo Instituto Equale, ONG que oferece apoio operacional aos cursinhos, como doação de materiais didáticos e auxílio-transporte aos estudantes necessitados.

Voluntariado

O voluntariado é uma das formas mais potentes de fazer a educação popular. A rede conta hoje com centenas de voluntários que atuam como professores ou auxiliares administrativos nos cursos. A maioria são graduandos dos mais diversos cursos das faculdades mineiras, mas também são comuns profissionais formados, interessados na melhoria da educação pública.

Nesse momento, muitos cursinhos estão buscando pessoas dispostas a ajudar. Se você acha que possui tempo livre durante a semana, e gostaria de doá-lo como voluntário, basta fazer sua inscrição neste formulário, e aguardar o contato de um dos cursinhos da rede.

Doações

Se 120 estudantes de escolas públicas se matriculassem no cursinho privado mais barato de Belo Horizonte, juntos, eles pagariam R$304.320,00 de mensalidades no ano. Apesar disso, um cursinho popular consegue atender esse mesmo número de estudantes custando menos de R$6.000,00, por ano.

Desde 2018, o Instituto Equale, ONG que fundou a Rede de Cursinhos Populares MG, além dos cursinhos Lumo, Humanizar e EstudeVEST, tem recebido doações que são utilizadas para auxiliar na compra de materiais escolares, custeamento de passagens e fornecimento de alimentação aos estudantes. Esse apoio é essencial, já que mais de 50% dos estudantes assistem aulas com fome e não têm como se alimentar, além de quase 50% já terem deixado de assistir aulas por falta de recursos para comprar passagens.

Se você acredita que pode contribuir com algum valor, as doações podem ser feitas pelo site http://equale.com.br/como-ajudar/



Publicado em , Extensão, Pesquisa



< Voltar para notícias - Versão para Impressão