01/08/2016

Exposição: Produtos de Genocídio

De 01 de agosto a 09 de setembro, na biblioteca FCH.

No período de 01 de agosto a 09 de setembro, na mostra inaugural do segundo semestre letivo de 2016, a Biblioteca da FCH apresenta a Exposição Produtos de Genocídio, do artista plástico Paulo Nazareth.

Para a curadora da mostra, Profa. Andreia Laura Prates, a exposição “suscita variadas emoções e levanta questões. Inicialmente as primeiras imagens, carregadas de simplicidade e beleza, nos remetem aos clubes e organizações comerciais. Um pouco mais a frente, a palavra genocídio retira da cena toda ingenuidade e leveza. Paulo Nazareth, na sua genialidade, traz um questionamento profundo, doloroso e atual sobre o povo indígena. Nos obriga a refazer o percurso da exposição tendo ativado a limpeza étnica (genocídio). Impossível, a partir de então, não ‘ouvir’ as questões apresentadas pelo artista: onde estão os aimorés, aimborés ou botocudos, os tupi-guaranis, os apaches, tupinambás? Quem eram os quilmes? Existe relação entre a excessiva limpeza das imagens e a limpeza étnica ocorrida?

Paulo Nazareth é um artista andarilho, performático, exótico e inquieto na busca por debater questões culturais, étnicas e humanas. Ele provoca de forma singular. Natural de Governador Valadares, o artista participou de dezenas de exposições e residências artísticas no Brasil e em países como Argentina, Alemanha, França, Indonésia, Índia, Rússia, EUA, dentre outros. As obras de Paulo Nazareth integram coleções permanentes da Pinacoteca do Estado de São Paulo, do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museum of Modern Art (Oslo) e do Thyssen-Bornemisza Art Contemporany (Viena).

Produtos de Genocídio não é, afinal, um reconhecimento às organizações ou clubes de futebol que se utilizam de nomes e elementos da cultura indígena. É a dolorosa lembrança de um extermínio e também uma recordação póstuma. A mostra é uma convocação para reflexão sobre o genocídio que não deve jamais ser esquecido. Recorda-nos que produtos não compensam os povos mutilados, dizimados, aculturados. Que as logomarcas não chegam aos túmulos e valas comuns. É puro Paulo Nazareth.

Serviço
Exposição Produtos de Genocídio
Artista: Paulo Nazareth
Período: 01 de agosto a 09 de setembro de 2016
Curadoria: Profa. Andreia Laura Prates
Projeto Mais Arte na Biblioteca
Local: Biblioteca da FCH | Universidade Fumec – Rua Cobre, n.º 200 – Cruzeiro
Horário: 07h30min até 22h30min (segunda a sexta-feira.) | 08h às 14h (sábados)
Apoio: Gráfica O Lutador; DCE Fumec
Contatos: (31) 3228-3033 | biblioteca.fch@fumec.br
Entrada franca



Publicado em , FACE, FCH, FEA



< Voltar para notícias - Versão para Impressão