Entenda a importância da prática no curso de jornalismo

Entenda a importância da prática no curso de jornalismo

Sabe qual é a importância da prática no curso de jornalismo? Leia o nosso artigo de hoje!

É normal no Ensino Superior que os estudantes mergulhem em teorias e sejam levados a conhecer mais sobre os pensadores que moldaram a carreira como ela é atualmente, mas só isso não basta.

Bônus: aprenda como escolher o curso de graduação certo para você!

Sem menosprezar a teoria, uma boa faculdade precisa também valorizar a prática. Em um curso de jornalismo, laboratórios bem equipados e veículos de comunicação reais são indispensáveis para que os futuros repórteres, editores, assessores e apresentadores comecem a colocar a “mão na massa” e aprendam praticando.

Competência, reflexão e aprendizado no curso de jornalismo

Para tudo na vida — seja nos esportes, seja no domínio de um instrumento — a gente só se destaca caso se dedique, se a gente praticar repetidamente. De que adiantaria conhecer todas as regras e esquemas táticos do futebol sem colocar os pés na bola?

O treinamento sistemático é necessário para que o estudante domine as técnicas e, com o tempo, se torne mais eficiente. A prática é, portanto, a mãe da competência.

Mas praticar não é repetir mecanicamente a mesma atividade, o mesmo processo, sem refletir sobre o que se está fazendo. A prática é, na verdade, um grande catalizador do aprendizado, porque a gente aprende mesmo quando é colocado frente a uma situação problema, algo que precisa ser resolvido.

Além de promover uma reflexão na ação, ao se trabalhar com situações jornalísticas reais é possível depois, em retrospectiva, fazer uma reflexão sobre a ação. A realidade se torna uma forma de ver como a teoria funciona — e é por isso que, pensando a partir de uma experiência real, a gente aprende mais.

Curso de jornalismo

Com laboratórios que permitam enfrentar desafios semelhantes ao que surgirão na vida profissional, a cada dia surgem novas situações-problema e os alunos precisam, eles mesmos, buscar por respostas. O professor assume o papel de guia, mentor, em vez de atuar como o “dono da verdade”.

O futuro jornalista se torna, assim, o sujeito do aprendizado — não é um mero espectador. Essa busca constante por soluções cria no estudante um perfil inovador, algo muito desejado no mercado de trabalho atualmente! Ao estimular a prática jornalística, o curso desperta ainda o interesse e o empenho desde cedo, além de desenvolver a responsabilidade e o comportamento ético do estudante.

Infraestrutura de alto nível

Para conciliar teoria e prática, uma faculdade precisa de laboratórios atuais, com instalações modernas, que possibilitem o estudo do jornalismo por meio da ação. A FUMEC oferece uma infraestrutura de alto nível, com excelentes instalações, bibliotecas completas e recursos tecnológicos de última geração.

Em seus laboratórios, os alunos elaboram produtos jornalísticos reais: a revista Ponto e Vírgula, o jornal O Ponto (mídia impressa), o site Conecta (mídia digital e convergência). Além de um bem equipado laboratório de audiovisual, no qual os alunos produzem documentários de primeira qualidade.

A prática é fundamental na profissão do jornalista, que sai da faculdade melhor preparado para o mercado de trabalho. Concorda que a prática é essencial para o aprendizado? Deixe aqui o seu comentário!

New Call-to-action