Entenda a área de atuação de um cientista aeronáutico

entenda-a-area-de-atuacao-de-um-cientista-aeronautico4348O cientista aeronáutico vive com a cabeça nas nuvens. Mas isso não é algo ruim ou mesmo estamos falando que trata-se um profissional disperso e sem muita noção da realidade à sua volta.

É muito pelo contrário: quem escolheu trabalhar com ciências aeronáuticas precisa ser muito dedicado, estudar bastante, ter foco e atenção. Afinal, em muitos momentos conduzirá aeronaves com centenas de pessoas e o bom andamento do voo estará sob sua responsabilidade.

Qual é a área de atuação de um cientista aeronáutico? Entenda sobre o assunto com o nosso post do dia!

Bônus: aprenda como escolher o curso de graduação certo para você!

O que faz um cientista aeronáutico?

Primeiramente, não ter medo de altura será essencial e gostar de viagens ajudará muito na profissão, pois o cientista aeronáutico atuará em diversas áreas relacionadas à aviação civil. Como piloto comercial, coordenador de voo, chefe de operações, gestor administrativo de companhia aérea ou ainda, se preferir, poderá optar pela carreira acadêmica atuando como professor.

Como é o curso de ciências aeronáuticas?

O aluno ingressante nesse curso terá sólida base técnica e cientifica, tendo contato com aulas que fornecerão bases teóricas de matérias como Matemática Aplicada, Física Aplicada, Teoria de Vôo, Meteorologia e Sociologia. Além dessas, terá vivência em diversas disciplinas que são ministradas em modernos laboratórios, como Simulador Multi-LOFT – Baron 58, Simulador IFR Mono – Arrow IV e Simulador Jet Trainer Glass Cockpit – B737NG.

É importante ressaltar que o conteúdo do curso de ciências aeronáuticas na Fumec, que tem duração de três anos, contempla o mínimo que a Anac (Agência Nacional Aeronáutica) exige para o registro profissional. Sendo que a carga horária relacionada diretamente com ciências aeronáuticas abrange mais de 70% do total do curso.

Dessa forma, o aluno tem um contato mais aprofundado com o conteúdo necessário para um profissional da aviação. Vale lembrar que o aluno precisará fazer as horas obrigatórias de voos em aeronaves, para assim, conseguir os seguintes certificados de Habilitação Técnica (CHT):

Piloto Privado de Avião – serão necessárias cinco horas de conteúdo ensinado ainda em solo e também outras cinco horas de voo.

Piloto Comercial de Avião – nesse caso é bem mais extenso, serão sessenta e cinco horas na primeira etapa e outras cinquenta horas na segunda etapa.

Cumprida essas fases, o estudante conseguirá aliar o conhecimento que obteve no curso superior de ciências aeronáuticas ao piloto comercial. Dessa forma, estará apto a receber o seu diploma.

Qual é o salário médio para um cientista aeronáutico?

A remuneração varia de acordo com a função exercida e também muda conforme se ganha mais experiência. Em média, um copiloto de helicóptero em início de carreira ganha R$5 mil e já um piloto de avião recebe cerca de R$ 4 mil.

Já em uma escala intermediária, os ganhos podem chegar a R$15 mil para piloto de helicóptero e R$ 12 mil para piloto de avião. No auge da carreira, que ocorre em média, entre 15 e 20 anos de experiência profissional, os ganhos podem chegar a R$25 mil para piloto de helicóptero e R$ 20 mil para piloto de avião.

Interessante a área que atua um cientista aeronáutico, não é mesmo? Se você está pensando em viver nas alturas enquanto trabalha, conheça mais sobre o curso!

New Call-to-action